sexta-feira, 18 de março de 2011

Renascimento


Olá, o título não tem nada a ver com o que se passou na época dos Luíses Xix-Vê, ou familiares, lá de terras dos galináceos, mas sim com o pensamento que tive ao ver esta imagem hoje de manhã logo ao sair de casa.



Se esta tem a ver com o nascimento em si de um novo ser, também nós cordeiros mais velhos, de tempos em tempos, devemos como que renascer e olhar em volta, e para a vida, como se tivéssemos acabado de nascer. Olhar tudo o que nos rodeia e ver tudo o que de bom temos em nosso redor.
Com o decorrer do dia-a-dia temos tendência em nos focar só no “sul” e caminharmos todo o tempo nesse sentido, esquecendo-nos de todo o encanto que o norte, nascente e poente têm.
Por isso há que de vez em quando fazer um renascimento de alma, para que possamos voltar a ver a vida e o mundo que nos rodeia, e aproveitar tudo de bom que esta nos oferece, em vez de estarmos tão focados em objectivos que só nos levam a caminho dos fundamentalismos, acabando por nos tornar-mos cada vez mais em seres sem brilho e isolados num pequeno mundo.
Há que aproveitar agora que os dias também começam a ser mais alegres e coloridos, para vermos tudo o que deixamos para traz, e aproveitar para acabar qualquer tarefa que se tenha deixado a meio, reatar um qualquer sonho abandonado não se sabe onde ou então passar um pouco de tempo com alguém que nos seja especial mas com que já não se esteja à muito, pois das coisas que nunca deveríamos deixar para traz são os amigos e os sonhos.
Olhando para tudo com amizade e civismo veremos que a primavera chegará mais cedo ; o)

Sem comentários: